Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Regresso a Couchel - Blogue

Aqui confirmamos sempre se não estamos enganados nem a enganar ninguém

Regresso a Couchel - Blogue

Aqui confirmamos sempre se não estamos enganados nem a enganar ninguém

CONTAR AS VELHAS

(11)onça3 (6).jpg

CONTAR AS VELHAS
Não muito do gosto dos rapazotes de doze ou treze anos do meu tempo, era uma velha tradição na minha terra que fazia delirar as raparigas de vinte.
Ocorria em geral quando algumas moças se juntavam, nos lavadouros à beira das ribeiras, em locais fora dos olhares masculinos. Ameaçavam o jovem que lhe iam CONTAR AS VELHAS, o moço armava-se em valente ou tentava fugir, Elas deitavam-lhe a mão... estava feito: Deitavam-no de costas, despiam-lhe as calças, punham-lhe tudo ao léu, de nada valia o rapaz esperniar ou barafustar.

Não faço a menor ideia em que consistia CONTAR AS VELHAS… penso que só o acto de desnudar o jovem e os respectivos comentários era quanto bastava para umas boas gargalhadas e um bom bocado de diversão entre as jovens.
Aniceto Carvalho

QUAL O GALARDÃO?

(63)alb01 (1).gif

(O meu pai, a minha sogra e a minha mãe - 1963)

QUAL O GALARDÃO?

Qual o galardão para este HOMEM, que nunca teve uma bicicleta, e para esta MULHER, que reuniam à sua volta aos setenta anos de idade nove filhos, (dos dez um tinha morrido aos vinte anos de morte natural), todos amigos, todos com vida estável e decente, com casa própria e carro à porta à conta do seu trabalho e honestidade? 
José Adelino Ferreira de Carvalho e Altina Ferreira de Carvalho e eram meus pais.

Aniceto Carvalho

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D